Estradas paulistas oferecem conexão à internet de graça

Três rodovias no interior de São Paulo passam a oferecer ao motorista pontos gratuitos de acesso à internet. A tecnologia ainda é pioneira, mas será adotada em mais trechos da malha rodoviária paulista, como prevê a nova fase do programa do governo paulista de concessões fiscalizado pela ARTESP – Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo.

Quem transitar pelas rodovias SP-225 João Baptista Cabral Rennó, SP-327 Orlando Quagliato e SP-270 Raposo Tavares, no total de 834 quilômetros entre Presidente Epitácio e Bauru, encontrará em uma das 12 bases do SAU – Serviço de Atendimento ao Usuário, sinais de rede Wirelesse (Wi-Fi). Para utilizar a rede, o usuário deverá solicitar login e senha pelo CART Atende nos próprios SAUs. A comunicação com a central de atendimento da concessionária é gratuita e a ligação é feita por um moderno sistema de atendimento por telepresença. Pela conexão Wi-Fi é possível acessar aplicativos, redes sociais, entre outros, direto do celular, tablet ou notebook.

Responsável pelas estradas que oferecem a novidade, a CART – Concessionária Auto Raposo Tavares é a primeira do Estado de São Paulo a oferecer internet Wi-Fi gratuita em todas as bases de atendimento ao usuário. “Temos orgulho em oferecer ao usuário a experiência de trafegar por rodovias conectadas, iniciativa alinhada às propostas de modernização do programa de concessão de rodovias do governo de São Paulo, regulamentado pela ARTESP. Além de toda infraestrutura existente para o descanso de quem faz a parada nos SAUs, a novidade torna-se uma opção de descontração e também utilidade para quem precisa se comunicar por aplicativos de mensagem instantânea”, explica Luís Carlos Guimarães, gerente de operações da CART.

Outro objetivo da CART ao implementar a rede de conexão à internet sem fio nas bases de atendimento é a segurança. Usar o celular ao volante é uma atitude que pode colocar em risco a vida do motorista e a de terceiros, além de ser infração de natureza gravíssima, conforme o artigo 252 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que prevê multa de R$ 293,47 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Por isso, a dica da CART é que o motorista utilize o celular enquanto estiver parado ou descansando em uma das bases.

Tecnologia
Outras ferramentas tecnológicas facilitam a vida do usuário que trafega pelas rodovias. As bases de apoio do Corredor Raposo Tavares são equipadas com sistema de telepresença adotado pela concessionária com o objetivo de melhorar o atendimento ao usuário nas rodovias. Através dele, é possível obter informações precisas sobre a rodovia, visualizar mapas, traçar rotas, verificar as condições de tráfego, atrações turísticas da região e até saber a previsão do tempo.

A teleconferência é feita com uma atendente direto do CCO (Centro de Controle Operacional) da CART, área que monitora toda a rodovia e coordena a logística da prestação de serviços. O atendimento é feito por uma tela de alta definição de 65 polegadas.

As bases do SAU funcionam 24 horas por dia. São pontos de apoio para as equipes de inspeção rodoviária e é onde ficam os guinchos pesados e superpesados, inspeguinchos, ambulâncias e os profissionais das equipes de resgate.

Radares de rodovias federais concedidas serão desligados por falta de recursos

Órgão federal vai desligar 660 equipamentos de fiscalização de velocidade
Órgão federal vai desligar 660 equipamentos de fiscalização de velocidade

Radares instalados em rodovias federais sob concessão serão desligados nesta semana. A determinação é do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), que alega falta de dinheiro em caixa para manter os equipamentos de fiscalização eletrônica de velocidade em funcionamento.

Serão desativados 660 equipamentos que tinham contrato de manutenção até o fim do ano, no entanto, suspenso devido ao esvaziamento do caixa do Departamento. O Brasil tem 6,9 mil radares em operação em rodovias de todo o país.

Já existe um pré-acordo com as concessionárias de repassar a responsabilidade dos equipamentos, mas o prazo inicial seria 2017. O órgão federal priorizou, desta forma, os 6,2 mil radares em operação em estradas sob sua jurisdição. Atitude que deve influenciar no aumento de acidentes em estradas sob concessão. “Do ponto de vista da segurança é uma péssima notícia, entretanto, não há justificativa para que o Governo pague pelos equipamentos, tem que fazer parte do custo das concessionárias. Apesar de não arrecadarem com as multas elas são beneficiadas com a redução dos acidentes que geram, além do drama humano, custo no atendimento dos mesmos e danos materiais consequentes. Reduzir acidente é um bom negócio inclusive para as concessionárias”, avalia o coordenador do Programa SOS Estradas, Rodolfo Rizzotto.

Crédito suplementar
A verba destinada para custeio do serviço é de R$ 120 milhões e o Dnit chegou a pedir crédito suplementar de R$ 75 milhões com a proposta de manter os serviços. No entanto, ainda assim haveria dificuldades para que os equipamentos continuassem a funcionar.

Por meio de nota, o órgão informou que a interrupção do serviço de fiscalização eletrônica foi solicitada nos dias 1º de maio e 1º de julho às concessionárias. Os contratos são por área e não por rodovia, desta forma, o serviço de fiscalização de faixas de trânsito é mantido em outros trechos.

 

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Portal VOIT – www.voit.com.br

 

Uso de farol durante o dia em rodovias segue para sanção de Dilma

Proposta é reduzir colisões frontais em rodovias brasileiras
Proposta é reduzir colisões frontais em rodovias brasileiras

O Senado aprovou nesta quarta-feira, 27, proposta que obriga motoristas a usarem farol baixo durante o dia nas rodovias. Projeto, que tem o objetivo de aumentar a segurança nas estradas, segue para sanção da presidente Dilma Rousseff.

Relator da matéria, o senador José Medeiros (PSD-MT), que foi policiai rodoviário federal por 20 anos, afirma que trata-se de um procedimento simples mas que contribuirá com a redução de colisões frontais nas rodovias. “O trânsito brasileiro é um dos que mais matam no mundo. São quase cinquenta mil vítimas fatais por ano. Essa proposta, além de não ter custos pode resultar em menos acidentes”, afirmou José Medeiros.

Para o autor da proposta, deputado Rubens Bueno (PPS-PR), a baixa visibilidade é uma das principais causas de acidentes de trânsito nas estradas. “Os condutores envolvidos continuam relatando que não visualizaram o outro veiculo a tempo para tentar uma manobra e evitar a colisão”.

O Projeto de Lei altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Atualmente, o uso do farol baixo nas rodovias durante o dia é opcional e o entendimento é de que só o uso de farol baixo nas rodovias durante o dia, o entendimento é de que só uma norma com força de lei levaria os motoristas a adotarem a medida.

Segurança
Pesquisa realizada no Canadá aponta que manter os faróis ligados durante o dia torna o veículo visível para quem trafega na direção oposta a uma distância de até três quilômetros. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) orienta o uso do farol como forma de prevenir colisões frontais, já que acionar as luzes aumenta em 60% a visibilidade dos veículos.

Estados como Paraná, Minas Gerais e Rio Grande do Sul já obrigam..[LEIA MAIS]

Isenção de tarifa para morador vizinho de pedágio é aprovada no Senado

Proposta segue para análise de comissões de Infraestrutura e Assuntos Econômicos
Proposta segue para análise de comissões de Infraestrutura e Assuntos Econômicos

A isenção na tarifa para motoristas que moram ou trabalham no município onde está localizada praça de pedágio foi aprovada pela Comissão de Constituição Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado. Proposta da Câmara dos Deputados passará ainda por duas comissões temáticas – Infraestrutura e Assuntos Econômicos.

Autor do projeto, o deputado Esperidião Amim (PP-SC) afirma que a cobrança pune a população do município em que a praça está instalada. A justificativa recebeu aval do relator Bendito de Lira (PP-AL).

Caso seja aprovada, a isenção só será concedida aos motoristas que credenciarem seus veículos pelo concessionário. A comprovação e que o condutor continua a residir na cidade será confirmada com a renovação periódica do direito. Para que não haja desequilíbrio no contrato, a concessionária será ressarcida pelo governo no montante correspondente às isenções.

Contrário
Para o senador Valdir Raupp (PMDB-RO), o Projeto de Lei 8/2013 é inconstitucional. Em voto separado, o parlamentar apresentou decisão do Supremo Tribunal Federal (SFT), em relação a uma lei que vigorava no Espírito Santo e que excluía motocicletas da relação de veículos que pagavam pedágio.

No julgamento, a decisão foi de que a lei afetava o equilíbrio econômico-financeiro do contrato de concessão e afrontava o princípio de harmonia entre os Poderes, uma vez que o Legislativo pretendia substituir o Executivo na gestão dos contratos firmados.

“A aprovação provocaria um grande aumento no preço da tarifa para o restante dos usuários, uma vez que os custos gerados pela isenção proposta serão suportados pelos condutores que não são abarcados pela medida”, argumentou Raupp em seu relatório. Também votaram contra a proposta os senadores Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), Simone Tebet (PMDB-MS), Alvaro Dias (PV-PR) e Marta Suplicy (PT-SP).

Violência
Raupp usou o plenário do Senado para cobrar do governo federal maior…[LEIA MAIS]

Carga de Xbox One é saqueada por índios na BR-277/PR

Carga é saqueada por indígenas
Carga é saqueada por indígenas

Um carregamento de videogames Xbox One foi saqueado por índios nos último sábado em Laranjeira do Sul, no centro-oeste do Paraná. O veículo, que seguia rumo ao Paraguai com outros componentes eletrônicos, tombou na BR-277.

Logo os índios aglomeraram-se e começaram a subtrair consoles, fones de ouvido e outros equipamentos eletrônicos do baú do veículo. A carga tem um valor estimado de R$ 2,5 milhões.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deteve nove pessoas em posse dos eletrônicos.  Conforme apurado pelo site TN Online, os policiais não descartam a hipótese de o acidente ter…[LEIA MAIS]

Pedágio fica mais barato na BR-050/GO/MG. Veja valores

Novos valores passam a valer nesta terça-feira
Novos valores passam a valer nesta terça-feira

Usuários da BR-050/GO/MG vão pagar menos na tarifa de pedágio a partir desta terça-feira, 12. A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorizou a revisão e o reajuste dos valores praticados nas praças de pedágio desde o entroncamento com a BR-040 (Cristalina/GO) até a Divisa MG/SP, administrada pela MGO Rodovias.

Leia também: Economia fraca derruba circulação de caminhões em estradas sob concessão

O valor é reduzido com o fim da vigência da parcela relativa ao passivo de arrecadação criado com a chamada Lei dos Caminhoneiros (nº 13.103/15). Resolução de nº 4.988/2016 estabeleceu a parcela como forma de manter o equilíbrio econômico-financeiro do contrato em função da isenção, entre 17 de abril do ano passado e 11 de janeiro deste ano, de cobrança da tarifa por eixos suspensos dos caminhões que trafegavam vazios. A parcela adicional durou três meses, período considerado suficiente para equilibrar a arrecadação.

Com a aplicação da primeira revisão ordinária e terceira revisão extraordinária, a tarifa da…[LEIA MAIS]

Concessionária desembolsará R$ 3,4 bi adicionais em projetos na BR-116

Empresa pode ter contrato ampliado por mais seis anos em contrapartida de projeto
Empresa pode ter contrato ampliado por mais seis anos em contrapartida de projeto

A CCR Nova Dutra, concessionária que explora comercialmente a BR-116/RJ/SP, deverá investir R$ 3,4 bilhões a mais em obras na rodovia. Estudos divulgados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) identificaram a necessidade de novos investimentos no contrato de concessão.

A obra mais importante nesta fase é a implantação de nova pista na Serra das Araras, em Piraí, do quilômetro 219,2 ao 227,2. O custo estimado é de R$ 1,7 bilhão. Integram a lista ainda obras como o trevo de acesso à Avenida Jacu-Pêssego e a implantação de marginal entre os quilômetros 210,6 e 212, com previsões, respectivamente, de R$ 24,7 milhões e R$ 41,1 milhões no município de Guarulhos-SP. Em Nova Iguaçu-RJ, devem ser implantadas vias marginais nos trechos entre os km 176,0 e 178,6, 178,5 e 180,2, 177,9 e 180,2. O investimentos estimado é de aproximadamente R$ 244 milhões.

Aumento da tarifa
Conforme contrato de concessão firmado com a NovaDutra, o equilíbrio econômico-financeiro pode ocorrer…[LEIA MAIS]

Governo federal recebe propostas para concessão da BR-316/PA

Propostas devem ser encaminhadas até 11 de abril
Propostas devem ser encaminhadas até 11 de abril

O Ministério dos Transportes divulgou edital de chamamento público para a privatização da BR-316/PA, entre a divisa dos municípios de Belém/Ananindeua e entroncamento da BR-308, em Capanema. As empresas privadas interessadas podem apresentar estudos técnicos e de viabilidade que vão dar subsídios para o contrato de concessão e a previsão de obras de melhorias na malha rodoviária no período de exploração comercial.

O trecho compreende 149 quilômetros de extensão. A expectativa é de que sejam feitas melhorias nos trechos urbanizados entre Belém e Castanhal e que o restante da malha tenha sua capacidade ampliada com melhores condições de conforto aos usuários da pista e população lindeira.

Empresas interessadas deverão entregar o termo de referência e seguir o detalhamento das atividades a serem realizadas. O governo federal incentiva as empresas que entregarem suas Propostas de Manifestação de Interesse (PMI) ao fim dos prazos que apresentem propostas de inovações nos estudos e nas concessões. A entrega dos requerimentos deve ser feita até 11 de abril. Os documentos…[MAIS]

DNIT assume gestão de rodovia baiana

BR-349: Trechos deteriorados oferecem riscos a motoristas
BR-349: Trechos deteriorados oferecem riscos a motoristas

A rodovia BR-349/BA foi transferida do governo baiano para a União. A federalização da estrada foi oficializada em reunião nesta quarta-feira, 0, no Ministério dos Transportes. O Termo de Transferência, assinado pelo ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, passa a gestão da rodovia para o Departamento Nacional de Infraestrutura dos Transportes (DNIT).

De acordo com Rodrigues, o órgão executará obras de melhoria que vão ampliar a capacidade da malha rodoviária principalmente para o transporte rodoviário de cargas. A BR-349 é considerada estratégia para o agronegócio no país. Entre outras finalidades, ela abastece a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). A rodovia corta a região produtora do agronegócio e serve de corredor para quem vem de Brasília e Goiás, além de dar acesso pra as praias de Ilhéus e Porto Seguro.

Foram federalizados 233 quilômetros da rodovias estadual à malha já sob jurisdição federal. Mais de 600 mil moradores de municípios baianos que vão de Correntina a Santa Maria da Vitória devem ser beneficiados. Deteriorada, a rodovia passará pela recuperação do pavimento, asfaltamento de trechos mais críticos e receberá nova sinalização. As obras terão início até março do ano que vem.

O extrato do Termo de Transferência deve ser publicado nos próximos dias no Diário Oficial da União (DOU). Posteriormente serão cadastrados os trechos…[MAIS]

BR-163/MT tem novo trecho duplicado liberado

articleUsuários da BR-163/MT na região sul de Mato Grosso já podem usar mais 25 quilômetros de pista duplicada. O trecho colocado à disposição dos motoristas vai do terminal de grãos América Latina Logística (ALL), no km 95, até o km 70 da rodovia. A previsão é que sejam liberados ainda neste ano 70 quilômetros de outras etapas na região.

O Ministério dos Transportes orienta condutores que circularem pelo trecho a redobrarem a atenção por mudanças no tráfego. Além disso, obras de recuperação estrutural do pavimento na pista continuam mesmo com a estrada liberada nos dois sentidos.

Trata-se do segundo trecho entregue na rodovia pela concessionária responsável. O primeiro tem 22,5 km, vai de Rondonópolis ao terminal rodoviário e foi aberto em outubro após passar por obras de recuperação. Ambos os sentidos da via estão adaptados ao padrão de qualidade estabelecido pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) para rodovias federais, com duas faixas de rolamento de 3,6 metros, acostamento à direita no mesmo nível da pista com 2,5 metros de comprimento, e recuo de 0,6 metros à esquerda da pista.

Outras obras em fase de conclusão compreendem 15 pontes, viadutos…[MAIS]