“Sou + 1”: Contran define tema da Semana Nacional de Trânsito

“Sou + 1”: Contran define tema da Semana Nacional de Trânsito

“Sou + 1”: Contran define tema da Semana Nacional de Trânsito

by 10 de junho de 2016 0 comments
Tema foi inspirado em Movimento Maio Amarelo

Tema foi inspirado em Movimento Maio Amarelo

“Eu sou + 1 por  um trânsito + seguro” é o mote Semana Nacional de Trânsito, definido na reunião do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) do dia 24 de maio que teve na pauta o evento, que será realizado de 18 a 25 de setembro.

A temática acompanha a evolução das ações do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) em torno da Década Mundial de Ações Para a Segurança do Trânsito – 2011/2020, cuja finalidade é lembrar o cidadão de sua responsabilidade no trânsito e valorizar atitudes que estimulem a segurança viária.

“O ator do trânsito deve ser tratado como alguém que tem o poder de decidir o seu destino e que é o responsável pelas próprias ações e sofrerá as consequências de suas escolhas.  Assim, o tema “Década Mundial de Ações Para a Segurança do Trânsito – 2011/2020: Eu sou + 1 por um trânsito + seguro”, possibilita realizar ações focadas em pedestres, ciclistas, motociclistas, passageiros e condutores”, avaliou o órgão em nota.

Maio Amarelo
O tema definido pelo Contran é inspirado na campanha mais recente do Movimento Maio Amarelo, que usou o slogan “Eu sou + 1 por um trânsito mais humano”. A iniciativa chamou a atenção do Denatran que entendeu que poderia dar continuidade ao tema, reforçando o conceito de que atitudes individuais no trânsito fazem a diferença no coletivo.

O Movimento Maio Amarelo envolve representantes de 18 estados (AL/AM/BA/CE/ES/GO/MT/MS/MG/PA/PB/PR/PE/RJ/RS/RO/SC/SP/SE) que são escalados anualmente para durante o mês de maio auxiliarem nas ações em suas regiões. São pessoas que já atuam no meio, em diversas áreas, foram convidadas e aceitaram o desafio. Elas dão exemplo diariamente e não medem esforços para levar a conscientização para um trânsito mais seguro para todos os municípios.

Quarto do ranking
O Brasil é um dos países recordistas em mortes no trânsito. A taxa de mortes é de 23,4 vítimas fatais para cada 100 mil habitantes, segundo informou a Organização Mundial de Saúde (OMS) na quinta-feira, 19, em Genebra, na Suíça. Trata-se do quarto país no ranking da violência no trânsito no continente americano, atrás somente de Belize, República Dominicana e Venezuela, a última, com o maior índice, de 45,1 mil óbitos, na mesma base de comparação.

O número de mortos nas estradas, ainda de acordo com a OMS, chegarão a 1 milhão por ano em 14 anos. Essa projeção de acidentes terá reflexos mais violentos em países em desenvolvimento, o que inclui o Brasil. “Mais de 90% de mortes no trânsito ocorrem nesses países que detêm 82% da população mundial, mas apenas 54% de veículos registrados”, destaca o documento.

A Organização culpa a regulamentação fraca, precariedade das vias, fragilidade dos veículos e aumento da frota. Os acidentes com veículos figuram a nona causa de morte no mundo entre pessoas de 15 a 69 anos.

A violência no trânsito é uma das ameaças para o aumento da esperança de vida em muitos países, apesar de o indicador ter aumentado em cinco anos, a maior aceleração desde os anos 1960.

 

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Portal VOIT – www.voit.com.br

No Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Deixe uma resposta