Revendas veem com pouco entusiasmo saldo positivo em maio

Revendas veem com pouco entusiasmo saldo positivo em maio

Revendas veem com pouco entusiasmo saldo positivo em maio

by 9 de junho de 2016 6 comments
Vendas de automóveis aumentaram 6,8% em maio sobre abril

Vendas de automóveis aumentaram 6,8% em maio sobre abril

O comércio de seminovos e usados alcançou ligeira alta de 6,1% no mês de maio, com 1.093.571 veículos, contra 1.030.288 unidades comercializadas em abril. O resultado, segundo a Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (FENAUTO) é pouco animador.

“Embora o resultado de maio tenha sido ligeiramente melhor que o apresentado no mês anterior, não consideramos como o início de um processo de recuperação do setor”, afirma o presidente da Fenauto, Ilídio dos Santos. “Ainda percebemos muitas incertezas na economia e na política que estão adiando a decisão de compra do consumidor, que segue cauteloso em fazer financiamentos”, destaca.

No acumulado dos cinco primeiros meses, as vendas ficaram 3,5% abaixo do volume total comercializado no mesmo intervalo de 2015. Neste ano foram transferidas 5.094.526 contra 5.277.436 no quinquimestre do ano passado.

A comparação entre maio de 2016 e o mesmo mês de 2015 também apresentou um índice negativo de 0,9% – foram 55.167 e 49.708 unidades vendidas, respectivamente.

Segmentos
Todos os segmentos de usados analisados tiveram resultados superiores a abril. A maior alta foi verificada nas vendas de comerciais leves, que tiveram um crescimento de 7,3%, passando de 110.786 para 118.920 transferências. Já os automóveis tiveram alta de 6,8% – de 651.366 para 695.463 unidades.

Com 29.065 caminhões e ônibus vendidos, o segmento de pesados teve um desempenho 6,2% maior frente a abril, quando foram comercializados 27.370 veículos. Já as motocicletas, na mesma base de comparação, avançaram 2,8% – de 227.819 para 236.812 unidades.

Já no período acumulado, vendas de automóveis cresceram 1,3% passando de 3.211.265 no período de 2015 para 3.253.509 unidades. O pior resultado no intervalo foi nas transferências de comerciais leves, com retração de 28,2% – de 748.891 unidades, em 2015, para 538.048, neste ano. As vendas de pesados mantiveram o mesmo patamar – 131 mil unidades em cada período verificado. Motocicletas tiveram queda marginal de 1,9% – de 1.131.366 para 1.109.744.

Regiões
Na análise do desempenho regional, o mercado de seminovos e usados registrou o melhor índice no Sudeste, com alta de 8,7% em maio frente a abril – de 521.468 para 566.738 unidades. Norte teve alta de 5,6% nas operações (de 39.787 para 41.997); Nordeste, de 5,5% (151.245 para 159.564); Sul, de 2,7% (230.998 para 237.269); e, por último, Centro-Oeste, 1,4%, passando de 86.790 para 88.003 unidades.

Na lanterna na comparação entre os meses, Centro-Oeste é a única região que apresentou alta no comércio de usados no acumulado do ano. As operações tiveram um crescimento de 2,7%, com 435.219 unidades frente às 423.588 negociadas no ano passado. Nordeste teve a queda mais acentuada, de 9,1%, seguida por Norte (4,3%); Sul (3,5%); e Sudeste, com retração de 2,7%.

 

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Portal VOIT – www.voit.com.br

 

6 Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Deixe uma resposta