Produção de ônibus elétricos da BYD começa em Campinas no segundo semestre

Produção de ônibus elétricos da BYD começa em Campinas no segundo semestre

Produção de ônibus elétricos da BYD começa em Campinas no segundo semestre

by 13 de abril de 2015 1 comment
Ainda neste ano, dez ônibus elétricos produzidos pela BYD em Campinas devem circular pelo país

Ainda neste ano, dez ônibus elétricos produzidos pela BYD em Campinas devem circular pelo país

Diante de uma crise no mercado de veículos pesados, a chinesa BYD anunciou que as atividades no Brasil com a primeira fábrica de ônibus elétricos do país terão início em julho. A célula, em construção na cidade de Campinas, interior paulista, vai representar investimentos de R$ 250 milhões e a previsão é de que sejam contratados até 450 funcionários.

A nova unidade ficará instalada entre Campinas e Sumaré, no terminal intermodal de cargas. A fábrica, construída em uma área de 32 mil metros quadrados, vai produzir entre 500 e 1.000 ônibus por ano.

De acordo com a BYD, a aposta de sua terceira unidade fora da China em Campinas ocorreu por se tratar de um polo de tecnologia e inovação que oferece também mão de obra especializada. A empresa estuda também instalar-se na região do Vale do Paraíba com a preocupação de sediar-se perto da capital paulista.

Ainda neste ano, a previsão é que circulem pelas ruas dez ônibus elétricos que sairão da nova fábrica. Além dos chassis, a empresa também vai fabricar baterias de lítio e fosfato de ferro. Em uma nova etapa, inicia-se a produção de veículos para taxistas que poderão adquirir os veículos por meio de arrendamento ou leasing. Depois disso, o automóvel poderá ser comprado pelo profissional por um valor simbólico.

Ônibus elétricos foram oferecidos pela BYD para as prefeituras de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Palmas, Sorocaba, Campinas, Paraná e Piracicaba testarem a viabilidade econômica dos veículos, além do benefício ecológico na redução da emissão de gases poluidores. A autonomia do veículo é de 250 a 320 quilômetros, dependendo das condições da operação. A recarga da bateria é feita durante a noite, na garagem, por um período de cinco horas.

A Byd participa de um programa da Organização das Nações Unidas (ONU) que tem como foco o transporte público, com o objetivo de reduzir a poluição causada por táxis e ônibus, que corresponde a cerca de 30% a 40% dos poluentes.

Produção e venda
Fabricantes de ônibus enfrentaram um trimestre difícil, com recuo de 17% da atividade. Nos três primeiros meses foram produzidas 8,1 mil unidades contra 9,9 mil, no mesmo período do ano passado. Em março, a queda foi de 24,7% na fabricação de chassis na comparação com o mesmo mês de 2014 – de 3,7 mil para 2,9 mil unidades.

Já as vendas no período acumulado reduziram 24,8%, passando de 6,9 mil, em 2014, para 5,2 mil, neste ano. Confrontados os meses de março de 2015 e de 2014, houve baixa de 26%. Já o terceiro mês do ano apresentou retomada de 18,1% nos emplacamentos sobre fevereiro.

1 Comment so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Deixe uma resposta