Para especialista, fraude no Detran-SP expõe fragilidade no controle de CNHs

Para evitar fraudes, Detrans precisam fiscalizar mais CFCs, segundo especialista
Para evitar fraudes, Detrans precisam fiscalizar mais CFCs, segundo especialista

Nem mesmo os avanços na tecnologia dos Detrans para coibir fraudes nos processos de formação de condutores nas autoescolas, como leitores biométricos e monitoramento das aulas por câmeras, têm impedido que motoristas continuem comprando a habilitação. O esquema recentemente descoberto em São Paulo – que levou a autarquia a cancelar 4,9 mil Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) adquiridas por até R$ 6 mil por motoristas que não cumpriram as etapas dos cursos teóricos e práticos – expõe a fragilidade do sistema.

Segundo o sociólogo Eduardo Biavati, especialista em educação e segurança no trânsito, o número de condutores sem habilitação e que fraudam os processos para adquirir o documento…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *