Indenizações pagas por Seguro DPVAT cresceram 20% em 2014

Indenizações pagas por Seguro DPVAT cresceram 20% em 2014

Indenizações pagas por Seguro DPVAT cresceram 20% em 2014

by 4 de março de 2015 0 comments
Do total de indenizações do DPVAT, 7% foram por mortes no trânsito

Do total de indenizações do DPVAT, 7% foram por mortes no trânsito

As indenizações a vítimas de acidentes de trânsito pelo seguro obrigatório DPVAT chegaram a R$ 3,9 bilhões no ano passado. O levantamento da Seguradora Líder-DPVAT mostra que foram pagas 763 mil indenizações no período, 20% a mais em relação ao ano anterior.

Em 2014, 52.226 familiares receberam indenizações por mortes de seus entes no trânsito, o equivalente a 7% do total de prêmios pagos. Quinze por cento das indenizações – 115.446 – foram para custeio de despesas médicas. A maior parte, 78% foram de coberturas a 595.693 pessoas que sofreram invalidez permanente em consequência da violência no trânsito.

Levando 2013 em consideração, houve um crescimento de 34% nas indenizações por invalidez. Por outro lado, o reembolso por despesas médicas diminuiu 14% e as mortes tiveram recuo de 5%. “As motocicletas substituíram a locomoção por animal nas áreas rurais do Brasil. Nas grandes cidades, tornaram-se o meio de transporte mais ágil para fugir dos engarrafamentos, mas, justamente, o motorista de moto é quem sofre uma incidência maior de lesões físicas. Uma pequena queda já pode causar uma invalidez permanente devido à alta exposição do corpo. A indenização do Seguro DPVAT ameniza o primeiro impacto dos custos financeiros, ajudando os herdeiros ou a própria vítima, em um momento doloroso que nenhuma família imagina que irá passar”, analisa Ricardo Xavier, Diretor-Presidente da Seguradora Líder-DPVAT.

Perfil das vítimas
Das vítimas do trânsito indenizadas pelo seguro DPVAT em 2014, 75% eram homens e 25%, mulheres. Jovens representam a maior parcela, sendo 24% das vítimas entre 18 e 24 anos; 28%, de 25 a 34; 19%, de 35 a 44; 19%, 45 a 64; 4% mais de 65; 1% de 0 a 7; e 5%, de 8 a 17.

Metade das indenizações pagas por morte (25.889) foram destinadas a motoristas, sendo 16,3 mil para motociclistas, 31% para pedestres e 19% para passageiros.

No ano passado, 76% dos prêmios foram pagos para acidentes envolvendo motociclistas. Deste total, 82% foram por invalidez permanente e 4% por morte, sendo as demais para custeio de despesas médicas. Automóveis figuram 19% das indenizações, picapes e vans, 3%, e ônibus, 2%.

Em 2014, R$ 3,8 bilhões dos recursos arrecadados pelo Seguro DPVAT, o equivalente a 45% do total, foram destinados ao Sistema Único de Saúde (SUS) para custeio do tratamento de vítimas do trânsito. As campanhas educativas do Denatran utilizaram 5% da arrecadação.

O Seguro DPVAT tem três tipos de cobertura: para morte (R$ 13,5 mil); invalidez permanente (até R$ 13,5 mil, a depender da gravidade da lesão); e reembolso de despesas médicas (até R$ 2,7 mil).

No Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Deixe uma resposta