Goiás ainda tem problemas com uso de simuladores

Goiás ainda tem problemas com uso de simuladores

Goiás ainda tem problemas com uso de simuladores

by 8 de abril de 2016 0 comments
Autoescolas que não se adequarem até dia 18 perderão acesso ao sistema nacional de CNHs

Autoescolas que não se adequarem até dia 18 perderão acesso ao sistema nacional de CNHs

A poucos dias do prazo final de adequação acordada com o Ministério Público de Goiás (MP-GO) para instalação dos simuladores de direção, a maior parte das autoescolas ainda não instalou o equipamento, obrigatório nos processos de obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). E isso tem preocupado o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-GO).

Segundo o diretor da autarquia, Manoel Xavier, alguns empresários do setor resistem em implantar os simuladores. Dificuldades financeiras e a falta de equipamento a pronta entrega são as principais justificativas. Diante da ausência de proposta do setor, o sistema nacional chegou a ser bloqueado, inviabilizando o andamento dos processos. “A resolução é nacional, tanto que em outros estados os simuladores estão funcionando perfeitamente. Nossa preocupação é que essa resistência prejudique os candidatos”, afirma.

Estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Acre, Minas Gerais e Paraíba já implantaram o simulador. No Acre, já há resultados. “Já percebemos uma queda de 60% no índice de reprovação nas provas práticas”, revela Wallace de Souza Lima, proprietário do CFC Visão, de Rio Branco (AC).

Os prazos em Goiás serão cumpridos, de acordo com Manoel Xavier.  A partir de 18 de abril termina o prazo para Região Metropolitana, e 31 de maio, para o interior. Os CFCs que não se adequarem perderão o acesso ao sistema nacional.

Na avaliação do presidente da Associação dos CFCs, Jader Naves, acredita que, até dia 18 de abril, os estabelecimentos cumprirão o prazo. “A empresa de simuladores está passando os contratos para os CFCs. A empresa foi escolhida por ter credibilidade.” Assim, ele espera não ter problema com o prazo estabelecido pelo MPGO.

De acordo com o presidente dos CFCs, Belchior Queiroz, empresários aguardam a chegada de 10 a 20 equipamentos até maio. A empresa contratada trabalha em parceria com o sindicato para a implantação dos simuladores.

Exigência
A exigência da aplicação de cinco aulas no equipamento é estabelecida pela da resolução 543/2015 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que…[LEIA MAIS]

Pages: 1 2

No Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Deixe uma resposta