A importância do georecrutamento para a mobilidade urbana

A importância do georecrutamento para a mobilidade urbana

A importância do georecrutamento para a mobilidade urbana

by 16 de fevereiro de 2016 0 comments
Rosenbloom: "Trabalhador que tem emprego perto de casa é mais feliz"

Rosenbloom: “Trabalhador que tem emprego perto de casa é mais feliz”

Por Jacob Rosenbloom* – A cidade de São Paulo tem intensificado as discussões sobre mobilidade urbana, tentando resolver um problema insolúvel (até o momento): o nó do trânsito. Ciclofaixa, faixa verde só para pedestres, diminuição na velocidade e outras ações, que apesar de todo o barulho causado com a discussão entre contras e a favor, são tentativas de oferecer maior mobilidade para todos. Com quase 12 milhões de habitantes, São Paulo é a cidade mais populosa do Brasil e concentra cerca de 6% da população do país, estimada em mais de 202 milhões, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Considerada a sexta maior metrópole do mundo, a capital também possui um dos piores trânsitos. O paulistano gasta, em média, duas horas e quarenta e seis minutos no trajeto entre sair de casa em direção ao trabalho e voltar, diminuindo a sua qualidade vida e consequentemente a sua produtividade.

Devemos repensar a locomoção na cidade. A verdade é que os carros não vão desaparecer tão facilmente. E o trânsito continuará caótico, em virtude da quantidade de carros existentes na maior metrópole do País. Além de todas as soluções pensadas pelo poder público para facilitar a vida, as pessoas e as empresas precisam começar a pensar no deslocamento, no tempo gasto para chegar até o trabalho.

O georecrutamento, uma realidade lá fora, ganha cada vez mais adeptos e apoiadores no Brasil. E precisa de mais divulgação para deixar de ser um projeto tímido e se tornar realidade. Um funcionário que trabalha perto de casa rende mais, trabalha mais feliz e ainda tem mais disposição para continuar na empresa, contribuindo com a redução da rotatividade. Mais do que incentivar apenas o home office ou mesmo a carona solidária, as empresas precisam utilizar o georecrutamento, como forma de diminuir etapas e ainda conseguir acabar com o turnover, que impacta o faturamento e é responsável por perdas milionárias a cada ano.

A mobilidade está totalmente ligada à questão do georecrutamento. Uma pesquisa realizada no ano passado, com nossa base de cadastro, mostrou que um profissional que trabalha perto…[MAIS]

Pages: 1 2

No Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Deixe uma resposta