Saiba diferenciar os tipos de reformas de pneus regulamentados

Reforma de pneus: conheça os tipos autorizados pelo INMETRO
Reforma de pneus: conheça os tipos autorizados pelo INMETRO
Reforma de pneus: conheça os tipos autorizados pelo INMETRO

Tão importante quanto saber diferenciar o tipo de reforma que vai prolongar a vida útil dos pneus de seu veículo é estar atento aos procedimentos seguros e regulamentados. Há dez anos, o INMETRO certificava três formas de renovar os itens, um meio de ajudar na preservação do meio ambiente e colaborar com a economia de cidadãos e empresas, mas sem colocar vidas em risco.

Consumidores ainda têm dúvidas se é uma boa opção dar uma segunda chance aos pneus ou adquirir novos. A reconstrução de um pneu sai mais barato, obviamente, e um serviço bem feito tem resultado semelhante à segunda alternativa.

Leia também: Pneu é 25 vezes mais barato que combustível. Entenda

A durabilidade de um pneu reformado uma vez é igual ou até mesmo superior a de um novo. Confira abaixo, as principais diferenças entre cada tipo de reforma:

Recapagem – É a substituição somente da borracha desgastada da banda de rodagem em contato com o solo. Utilizado exclusivamente aos pneus de transporte de carga, como, caminhões e ônibus, esse processo pode ser feito a quente ou a frio. Na recapagem à quente usa-se o camelback, ou seja, uma banda de rodagem que no processo de vulcanização se juntará ao pneu a uma temperatura de 150ºC, formando um desenho. Já na recapagem a frio a temperatura vai a 115ºC e utiliza-se uma banda de rodagem pré-moldada, isto é, já pronta para ser aplicada a carcaça do pneu.

Recauchutagem – É a substituição somente da borracha desgastada da banda de rodagem e dos ombros da carcaça dos pneus. Assim como na recapagem à quente que a temperatura chega a 150ºc, na recauchutagem também há aplicação do camelback.

Remoldagem – É a substituição de toda a banda de rodagem e os flancos, sendo toda a parte externa do pneu revestida com nova camada de borracha. Nessa reforma, as informações do pneu original, como origem da data de fabricação, capacidade de carga, índice de velocidade e nome do fabricante são eliminadas pela nova camada de borracha. O processo “remold” também é feito em uma temperatura à quente.

 

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Portal VOIT – www.voit.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *