Perigo: Muitos motoristas ainda ignoram recalls de veículos

Perigo: Muitos motoristas ainda ignoram recalls de veículos
Recalls passaram de 1,8 milhão de unidades neste ano

Recalls passaram de 1,8 milhão de unidades neste ano

Todos os anos, montadoras promovem campanhas de recalls de milhares de unidades para a correção de problemas que podem custar a vida dos ocupantes de seus veículos. No entanto, tão preocupante quanto isso são os altos índices de recusas de motoristas a agendarem o serviço que, pelo Código de Defesa do Consumidor, é gratuito.

O Ministério da Justiça estima que somente 60% dos motoristas respeitam as campanhas. Apesar de as montadoras divulgarem pela televisão ou até mesmo alertarem compradores por correspondência, muitos continuam a contar com a sorte. Entre as falhas mais recorrentes anunciadas pelas montadoras por mau funcionamento de seus componentes estão o desligamento repentino do veículo, incêndios e o acionamento involuntário dos air bags.

Na tentativa de ampliar a conscientização sobre a necessidade de corrigir falhas dos automóveis, o ministério aliou-se ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para inserir o alerta de recall no sistema. Assim, veículos com pendência na manutenção têm esta informação lançada em seu cadastro junto ao órgão. Compradores também podem consultar se o carro não teve a falha corrigida. Pra isso, basta acessar o link e informar a numeração do chassi.

Recordistas
Somente neste ano, os recalls de veículos passaram de 1,8 milhão de unidades, um recorde no país. As campanhas de recalls de veículos registraram um aumento de 48% de janeiro a julho deste ano. Foram 70 chamamentos, segundo levantamento do Procon de São Paulo, uma alta de 130% do total de veículos afetados em comparação com o mesmo período de 2014.

Lideram as campanhas por falhas no sistema de injeção de combustível – 14 no total. Em seguida surgem as convocações por problemas no sistema de air bags, com 11 chamados.

Das montadoras que mais precisaram convocar seus consumidores para reparos nos veículos a Volkswagen é a líder. No período, a marca alemã realizou sete campanhas. Jeep e Yamaha vêm em seguida, cada uma com seis chamamentos; Ford e Land Rover tiveram cinco cada e Chevrolet, Audi e BMW, quatro.

No acumulado de 2002 até julho de 2015, a Chevrolet é a marca líder de problemas de recall. A montadora realizou 883 campanhas no Brasil neste período.

O que é recall?*
 O recall é um chamado que as empresas fazem quando um produto ou serviço apresenta um defeito que coloque em risco a saúde e a segurança do consumidor. O objetivo é corrigir problemas e prevenir acidentes. A medida está prevista no artigo 10 do Código de Defesa do Consumidor (CDC) que estabelece que “O fornecedor não poderá colocar no mercado de consumo produto ou serviço que sabe ou deveria saber apresentar alto grau de nocividade ou periculosidade à saúde ou segurança”.

O CDC determina que o fornecedor que verificar algum defeito após a colocação do produto ou serviço no mercado, deve comunicar o fato imediatamente às autoridades e aos consumidores. Além disso, qualquer pessoa pode comunicar o fornecedor, Procon ou demais autoridades sobre acidentes de consumo. Todos os recalls devem ser amplamente divulgados em mídias de grande circulação. O Procon-SP divulga regularmente qualquer tipo de recall registrado.

Com o intuito de conscientizar o consumidor sobre a importância de atender aos os chamados dos fornecedores para o reparo ou troca de produtos, o Ministério da Justiça lançou a campanha “recall: direito seu e dever do fabricante”. A campanha foi desenvolvida em conjunto com o Grupo de Estudos Permanentes de Acidentes de Consumo (GEPAC) – grupo do qual o Procon-SP é integrante.

*Com informações da Fundação Procon-SP

MAIS...

Publicidade

 

Categories: NOTÍCIAS

Deixe um comentário

Seu e-mail não será divulgado.
Campos obrigatórios são marcados com*