Feriado de Corpus Christi tem queda nos acidentes em rodovias

Feriado de Corpus Christi tem queda nos acidentes em rodovias

Overview

Fiscalização foi intensificada no período com foco na Lei Seca

Fiscalização foi intensificada no período com foco na Lei Seca

Balanço divulgado pela Polícia Rodoviária Federal aponta que houve redução de 34% nos acidentes nas estradas federais no feriado prolongado de Corpus Christi. De acordo com a PRF, a queda ocorreu devido ao reforço do efetivo em trechos com maior ocorrência de colisões.

Em 2015, foram 2.002 ocorrências e, neste ano, 1.329. De 25 a 29 de maio, o órgão contabilizou 1.204 feridos – já em 2015 foram 1.439, 16% a mais. Já as mortes cresceram 8%, passando de 118 óbitos neste ano contra 109 no ano anterior.

A fiscalização da Lei Seca foi um dos focos da Operação Corpus Chisti. Em cinco dias, a PRF realizou 38 mil testes de bafômetro, com 695 autuações. Ao todo, 96 condutores foram encaminhados para a delegacia por conduzirem sob efeito de álcool.

Em todo o Brasil, 134.040 pessoas foram fiscalizadas. As abordagens resultaram em 28.750 autuações. Por ultrapassagem irregular foram 4.698 infrações. Outros 54 mil motoristas foram flagrados por radares trafegando acima do limite de velocidade permitido.

Dados apontam 134.040 pessoas fiscalizadas em todo o Brasil. As fiscalizações também resultaram em 28.750 autuações de trânsito. Ao todo, 4.698 condutores foram autuados por ultrapassagem irregular, outros 54 mil motoristas foram flagrados por radares trafegando com velocidade superior à permitida.

A atuação da PRF não se restringiu a fiscalização de trânsito e as apreensões de drogas tiveram grandes resultados neste feriado. Foram apreendidas 11,8 toneladas de maconha e 65 quilos de cocaína.

Indenizações
Dados da Seguradora Líder-DPVAT apontam que as indenizações pagas por conta de acidentes no período de Corpus Christi aumentaram a cada ano. Em relação a 2010, os registros em 2015 tiveram alta de 36%. Destaque para acidentes com motocicletas, que tiveram um crescimento de 59%, sendo que os casos de invalidez permanente para esta categoria de veículos, no mesmo período analisado, cresceram 85%.

Acidentes que resultaram em invalidez representam o maior percentual de sinistros pagos em todos os anos verificados. Em 2015, 72% dos pagamentos foram por este motivo. No feriado do ano passado, eventos com morte tiveram maior incidência no sábado e no domingo, com 60% dos registros. Os homens foram as maiores vítimas dessas ocorrências, com 77% dos pagamentos, contra 23% das mulheres. Nos anos de 2014 e 2015, pessoas com idades entre 18 e 34 anos estiveram envolvidas em mais de 50% dos acidentes de trânsito.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Portal VOIT – www.voit.com.br

Categories: NOTÍCIAS

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*